. O 4 de Julho

. O ABC da Lealdade

. Viva o 25 de Abril...de 1...

. Mário Soares e a III (ou ...

. A Revolução de 1820

. O Longo Processo de Recon...

. A Maldição dos Primogénit...

. Uma Andaluza à Frente dos...

. A Páscoa

. O Herói dos Heróis

.arquivos

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.contador

Segunda-feira, 21 de Agosto de 2006

Rainha Dona Maria Pia de Saboia

"Da Bella Itália Estrella Soberana Sejaes Bem Vinda à Praia Lusitana" 

Foi a primeira mensagem que leu no dia 5 de Outubro de 1862 quando, com apenas 14 anos, D. Maria Pia de Saboia chegou à sua nova pátria. A frase colocada numa tarja no Terreiro do Paço, local que lhe haveria de reservar o maior dissabor da sua vida, foi da autoria de António Feliciano de Castilho, e era parte integrante da magnífica cerimónia que o Reino lhe ofereceu. Chegou por mar, no navio Bartolomeu Dias, e seria por mar, exactamente 48 anos depois, em 5 de Outubro de 1910, que regressaria à sua terra natal.

 

O seu casamento com o Rei D. Luis I foi o penúltimo casamento régio que Portugal assistiu, numa altura delicada após a sucessão de mortes na Família Real, que tornou urgente casar o novel Rei D. Luis I. Deste casamento haveriam de nascer  o futuro Rei D. Carlos I e o infante D. Afonso Henriques. Gozou sempre, em conjunto com o seu secundogénito, de grande popularidade não obstante o seu despesismo exacerbado. “Quem quer Rainhas paga-as” respondeu um dia.

 

Sempre foi uma mulher denodada, como fica comprovado pelo facto de ter salvo os seus dois filhos, na Baía de Cascais, de morte certa por afogamento.

Desenvolveu uma intensa actividade benemérita, fundando, por exemplo, a Creche Victor Manuel – nome de seu pai, primeiro Rei de Itália. Nunca hesitou na altura de apoiar os mais desfavorecidos, como o provou em 1888 quando, debaixo de um intenso temporal, se dirigiu para o Porto em auxílio das vítimas do incêndio no Teatro Baquet.

 

Nunca se imiscuiu directamente na política do Reino. A excepção teve lugar em 19 de Maio de 1870 na sequência da démarche do Marechal Saldanha no cerco ao Palácio Real, exigindo ao Rei a demissão do seu arqui-inimigo Duque de Loulé. Após a conferência com o Rei, o neto do Marquês de Pombal foi apresentar, como era habitual, os seus cumprimentos à Raínha. Com a impulsividade italiana a correr-lhe nas veias a Soberana respondeu-lhe que “Se fosse o Rei mandava-o fuzilar”.

 

Em 10 Outubro de 1889, com a morte do Rei D. Luis, passou à condição de Raínha-Mãe, dedicando-se, sobretudo, aos seus netos. A vida reservou-lhe ainda momentos difíceis como o assassinato do seu filho D. Carlos I e o seu neto D. Luis Filipe, em 1 Fevereiro de 1908, nesse mesmo Terreiro do Paço que em tempos se engalanou para a receber.

 

Com o golpe republicano regressou a Itália, onde viria a falecer poucos meses depois, estando os seus restos mortais a repousar na Basílica de Superga. Faço votos para que as diligências levadas a cabo pela direcção do Palácio da Ajuda, com vista à sua transladação para Portugal, nos permitam a todos prestar uma justa homenagem a esta grande Raínha.

 

 

publicado por Rui Romão às 18:17
link do post | comentar | favorito
|

.D. Afonso Henriques


.

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.contador

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds