. O 4 de Julho

. O ABC da Lealdade

. Viva o 25 de Abril...de 1...

. Mário Soares e a III (ou ...

. A Revolução de 1820

. O Longo Processo de Recon...

. A Maldição dos Primogénit...

. Uma Andaluza à Frente dos...

. A Páscoa

. O Herói dos Heróis

.arquivos

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.contador

Domingo, 9 de Maio de 2010

O Golpe de Estado do "Chico Fadista" e do "Oh Ai Ó Linda"

 

 A História dos países é em tudo igual à nossa história individual. Ou seja, é um percurso em que nos orgulhamos de algumas coisas que fizemos e nem tanto em relação a outras. Falando da nossa História, pessoalmente não tenho orgulho da forma como D. Afonso Henriques tomou Santarém e Lisboa (1147), como também não prezo as guerras fernandinas e afonsinas (Afonso V) e ainda menos o Pacto de Gramido (que pôs fim à Patuleia).

Mas nada se equipara à repulsa que sinto relativamente à agora centenária Iª República. Não é necessário evocar muitos episódios, porque a estatística é elucidativa: 45 governos e 8 Presidentes em menos de 16 anos! Dá uma média de um governo em cada 4 meses! Podería mencionar a perseguição à igreja, as lutas de rua que chegaram a banalizar o amontoado de cadávares, a camioneta fantasma, a censura, etc, mas a história era longa.

Mas na catástrofe que foi a Iª República, houve um episódio que supera tudo o que é expectável, mesmo para os parâmetros da República de Afonso Costa e do seu Partido "Democrático". Trata-se do governo que ficou para a história como o governo dos Cinco Minutos. A história tem tanto de simples como de rocambulesca. No dia 14 de Janeiro de 1920, António José de Almeida - o único político sério da Iª República -  nomeou Fernandes da Costa para o cargo de primeiro-ministro. Nesse mesmo dia, quando o governo recém-empossado se reunia no Terreiro do Paço para elaborar um plano de acção, dá-se uma invasão da sala por parte de uma turba capitaneada por dois boémios lisboetas: O "Chico Fadista" e o "Oh Aí Ó Linda".

Estes boémios faziam parte do chamado grupo da "Formiga Branca", uma força agitadora do Partido Democrático de Afonso Costa, sempre pronta para o trabalho de agitação com o propósito de derrubar governos que não fossem afectos ao partido.

Depois de ter sido agredido por essa multidão em fúria, o chefe de governo compreendeu que não tinha condições para se manter no cargo e saíu dali imediatamente para Belém onde apresentou a sua demissão do Chefe de Estado.

É esta a República que celebramos em Outubro de 2010!

publicado por Rui Romão às 19:45
link do post | comentar | favorito
|

.D. Afonso Henriques


.

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.contador

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds