. O 4 de Julho

. O ABC da Lealdade

. Viva o 25 de Abril...de 1...

. Mário Soares e a III (ou ...

. A Revolução de 1820

. O Longo Processo de Recon...

. A Maldição dos Primogénit...

. Uma Andaluza à Frente dos...

. A Páscoa

. O Herói dos Heróis

.arquivos

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.contador

Quinta-feira, 10 de Março de 2011

Os Primeiros 5 Anos

Faz hoje precisamente 5 anos que comecei esta minha aventura na blogosfera. O Dom Afonso Henriques tem sido para mim um espaço de reflexão, onde escrevo sofre a minha visão da nossa história. Esta é a visão de um cidadão, que não tem a pretensão de dar ares de historiador (que não sou), nem tão pouco escrever teses muito elaboradas com recurso a fontes documentais. Tal como as "Farpas" de Eça e Ramalho contento-me com a epiderme, numa escrita sem utilizar outro recurso que não seja a memória de livros que li, de viagens que fiz por este país, os museus que visitei, etc. Como tal, não me admira que por vezes me possa enganar numa data, num nome, num facto, mas para mim isto é a mais- valia de um blog. A escrita instantânea, impulsiva, sem grandes pensamentos do ponto de vista formal, mas com uma grande seriedade na abordagem. Digo seriedade porque não me arrogo do direito de ser dono da verdade. A única verdade de que sou dono é da minha própria, não reivindico outra. Por outro lado, esta escrita despretensiosa e despojada de grandes formalidades permite-nos que sejamos mais sinceros e que não tenhamos tanto apreço pelo politicamente correcto. Ao longo de cinco anos já mudei de opinião sobre algumas coisas que escrevi, mas não foi por isso que rescrevi posts já publicados. Acho que não devemos rescrever a história - à maneira estalinista - e o que acaba por ser este percurso que cada um de nós faz nesta vida, senão o de escrevermos a nossa própria história. E esta história é escrita através da aquisição contínua de conhecimentos que vão abalando os alicerces das nossas certezas. Ainda bem que assim é. Se a aprendizagem não servisse para pôr em causa o saber adquirido, para que serviria afinal? É este o testemunho que gostaria de deixar para a posterioidade, agora que se cumprem os 5 anos do Dom Afonso Henriques.  

publicado por Rui Romão às 08:00
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Cristina Torrão a 11 de Março de 2011 às 18:32
Parabéns!

Comentar post

.D. Afonso Henriques


.

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

.contador

.contador

blogs SAPO

.subscrever feeds